ENXAQUECA

Como vocês têm passado, queridos leitores? Hoje trataremos de um assunto que ainda merece muito estudo: a enxaqueca. Caracterizada por uma dor latejante, geralmente em um dos lados da cabeça, pode ainda ser acompanhada de náuseas, vômitos, formigamento das mãos, maior sensibilidade à luz, ao som...enfim, um conjunto de sintomas que fazem a cabeça esquentar, ferver, e explodir de dor.

Segundo Cristina Cairo, os indivíduos que sofrem de enxaqueca têm um orgulho muito forte e não permitem que pessoas autoritárias mandem em sua vida ou controlem seus passos. Resistem a tudo e a todos que, conforme eles acreditam, queiram invadir seu espaço vital. São pessoas que não relaxam aos prazeres, pois receiam serem dominadas de alguma forma.

E ela continua dizendo que se você se identifica nesta situação, deve soltar-se e deixar seu coração “falar”. Não use a razão constantemente, pois devemos equilibrar os dois hemisférios cerebrais (razão e emoção), para evitarmos esses conflitos internos e suas somatizações. Suavize seus pensamentos.

Interessante essa colocação: SUAVIZE SEUS PENSAMENTOS. Na minha experiência de vida, em primeiro lugar, e depois de consultório, percebo como é difícil suavizar os pensamentos. Vivemos comandados pelo nosso cérebro, mas de forma negativa. Como tem sido difícil enxergar a vida pela nossa própria ótica! Tem sempre uma referência da “massa”, e se estamos nos identificando com a maioria, cada vez mais nos distanciamos da nossa voz interior, do nosso coração, das nossas vontades e verdades. Assim, passamos a pensar demais, a nos preocupar demais, a julgar demais e esquecemos de equilibrar a razão e a emoção. Certa vez ouvi que a emoção em excesso é perigosa porque ela é desenfreada. A razão em excesso, por sua vez, pode ser muito rígida e implacável. Por isso entendo que devemos ter 51% de razão, 1% a mais do que a emoção para que se tenha compreensão dos fatos com mais clareza, sem ser impulsivo.

A autora continua dizendo que quando surgir uma dor de cabeça, você deve levar em conta se alguma situação contrariou você ou se ainda você se sentiu desconsiderado por alguém que você esperava maior consideração.

Enfim, as palavras chaves da enxaqueca são: orgulho, resistência (inflexibilidade), racionalidade (pensar demais).

Parece que é hora de você olhar para esse ego que insiste em afastar você da sua essência. A cabeça dói, você fica irritado, improdutivo e muitas vezer precisa se isolar do mundo até que a crise passe...às vezes precisa vomitar aquilo que não aguenta mais engolir. Essa rigidez e dificuldade de relaxar diante da vida e dos fatos (inclusive os agradáveis) poderá levá-lo a terríveis crises de enxaqueca. Uma resposta do corpo pela postura enquadrada a qual você se submete pela forma de pensar negativa e destruidora. Não ceda, reaja! Você pode mudar isso, mas o primeiro passo é reconhecer isso em você, depois se acolha, entenda que você é assim e ponto, sem culpa ou crítica. Por fim, comece a mudar, de forma lenta, sem pressa, cobrança ou estresse. Ame-se e faça tudo ao seu tempo. Ame-se e deixe-se amar: sua cabeça agradece!

DICAS NUTRICIONAIS:

Embora reste muita coisa para se descobrir sobre dor de cabeça, algumas pesquisas apontam que a enxaqueca pode ter sua causa em alterações funcionais do nervo trigêmeo (nervo responsável pelas sensações da cabeça e da face) e por desequilíbrios em neurotransmissores do sistema nervoso central.”

Alguns fatores, isolados ou em conjunto, podem ser desencadeadores da enxaqueca e incluem luz forte, mudanças no clima, jejum prolongado, estresse, ruídos altos, tabaco e alguns alimentos:

Alimentos ricos em cafeína
Aspartame
Bebidas alcoólicas
Glutamato monossódico*

Nitratos e Nitritos*

Chocolate, cerveja, molho de soja.

*Observe o rótulo dos alimentos!

A alimentação pode ser a causa de aproximadamente 20% das enxaquecas.

Inimigos, aqueles que podem te deixar na crise:

-Aminas: Queijos maturados, cerveja, casca de banana, embutidos, repolho fermentado, molho de soja e chocolate.
- Cafeína: Alimentos ricos em cafeína provocam a constrição das artérias, causando assim a crise de enxaqueca (MILLICHAP, 2002).
- Bebidas alcoólicas: Está relacionado ao conteúdo de histamina e tiramina (aminas) encontradas em vinho tinto e cerveja (MILLICHAP, 2002).
- Aspartame: Usado como edulcoraste em inúmeros alimentos dietéticos é umas das substâncias com maior número de relatos como desencadeante de crises de enxaqueca
- Nitratos e nitritos: Presente nas carnes curadas (salame e presunto), peixes em conserva, patês e caviar.

- Glutamato monossódico: tempero muito utilizado nas cozinhas orientais, pode inibir a absorção de glicose por parte das células cerebrais, desencadeando o problema.

- frutas ácidas, tais como maçãs, bananas, pêssegos ou tomates).

Amigos, aqueles que podem te ajudar a sair da crise:

- Carboidratos complexos (integrais, sempre!)

- Frutas – 05 porções ao dia (cereja, ameixa, pêra).

- O selênio - o consumo de apenas uma unidade de castanha-do-pará é suficiente para se alcançar às quantidades recomendadas diariamente.

- Seis pequenas refeições ao dia, evitando os jejuns prolongados;

- Alimentos ricos em magnésio: folhas verdes escuras, soja, leguminosas, castanhas, cereais como aveia, arroz integral, pães integrais, carnes, peixes (salmão) e ovos.

- Vitamina B2: leite magro, queijos magros (especialmente ricota e requeijão), iogurtes magros, carnes magras, ovos e vegetais verdes.

-Vegetais como brócolis, espinafre, repolho, acelga, cenoura, batata doce, abóbora

- Uma alimentação isenta de glúten pode causar um impacto positivo no controle da enxaqueca.

Então é importante você confirmar os alimentos que provocam enxaquecas. Primeiro retire todos os suspeitos por 30 dias. Depois introduza um de cada vez de 04 em 04 dias e veja qual deles provocará dor ou não.

É importante lembrar que cada indivíduo é único e responde de forma particular ao tratamento, sendo necessário personalizar a prescrição.

DICA ESPIRITUAL / EMOCIONAL:

Seja mais flexível, racionalize menos, ouça mais a sua voz interior, sua intuição...Para que tanto orugulho? Pense, sem julgamentos. Entregue-se a Deus.


O Súdito e o Rei

Há muito tempo, num reino distante, havia um Rei que não acreditava na bondade de Deus.

Tinha, porém, um súdito que sempre o lembrava dessa verdade.

- Meu Rei, não desanime... Tudo que Deus faz é Perfeito. Ele nunca erra!!!

Um dia, o Rei saiu para caçar juntamente com seu súdito, e uma fera da floresta atacou o Rei. O súdito conseguiu matar o animal, porém não evitou que sua majestade perdesse o dedo mínimo da mão direita.

O Rei, furioso pelo que havia acontecido, e sem mostrar agradecimento por ter sua vida salva pelos esforços de seu servo, perguntou a este:

- E agora, o que você me diz? Deus é bom? Se Deus fosse bom eu não teria sido atacado, e não teria perdido o meu dedo.

O Servo respondeu:

- Meu Rei, apesar de todas essas coisas, somente posso dizer-lhe que Deus é Bom, e que mesmo isso, perder um dedo, é para seu bem! Tudo que Deus faz é Perfeito. Ele Nunca Erra!!!

O Rei, indignado com a resposta do súdito, mandou que o mesmo fosse preso na cela mais escura e mais fétida do calabouço.

Após algum tempo, o Rei saiu novamente para caçar e aconteceu dele ser atacado, desta vez pôr uma tribo de índios que vivia na selva. Estes índios eram temidos por todos, pois se sabia que faziam sacrifícios humanos para seus deuses.

Mal prenderam o Rei, passaram a preparar, cheios de júbilo, o ritual do sacrifício. Quando já estava tudo pronto e o Rei já estava diante do altar, o Sacerdote indígena, ao examinar a vítima, observou furioso:

- Este homem não pode ser sacrificado, pois é defeituoso!! Falta-lhe um dedo!!

E o Rei foi libertado.

Ao voltar para o palácio, muito alegre e aliviado, mandou libertar seu súdito e pediu que o mesmo viesse em sua presença. Ao ver o servo, abraçou-o afetuosamente dizendo-lhe:

- Meu caro, Deus foi realmente bom comigo! Você já deve estar sabendo que escapei da morte justamente porque não tinha um dos dedos. Mas ainda tenho em meu coração uma grande dúvida: Se Deus é tão Bom, por que permitiu que você fosse preso da maneira como foi? Logo você, que tanto o defendeu?

O servo sorriu e disse:

- Meu Rei, se eu estivesse junto contigo nessa caçada, certamente seria sacrificado em teu lugar, pois não me falta dedo algum!

Tudo que Deus faz é Perfeito. Ele nunca erra.


Até a próxima, querido leitor e fique ligado na agenda do Pense Saúde.

Em janeiro, Saúde Express