O QUE VOCÊ NÃO CONSEGUE DIGERIR?



Ouço queixas constantes dos meus clientes acerca das dificuldades que sentem em digerir alguns alimentos. A primeira pergunta que faço é com quais alimentos eles sentem tal desconforto, mas se apenas isso for considerado estarei atuando apenas no sintoma. No entanto, a causa desta “indigestão” pode estar além de uma simples mudança de alimentação: pode estar também no sentimento, na emoção.
Vamos entender o processo digestivo? Numa linguagem simples, o alimento entra pela boca, é mastigado, e envolvido pela saliva que possui substâncias (enzimas) que iniciam a quebra deste alimento. Daí, o bolo alimentar desce pelo esôfago até alcançar o estômago, onde é envolvido pelo suco gástrico e outras enzimas que quebram um pouco mais este alimento, tornando-o ainda menor para que seja absorvido. Este bolo pastoso é então enviado ao intestino delgado e recebe um banho de bile, enviada especialmente pelo fígado para digerir as gorduras. No intestino delgado, muitos nutrientes são absorvidos e o restante do bolo alimentar é então empurrado para o intestino grosso, onde outros nutrientes são absorvidos, e o que não é aproveitado é expelido em forma de fezes. Simples, não?
Agora vamos transformar esse processo em SENTIMENTO... em EMOÇÃO...
Você se encontra numa situação que de alguma forma lhe incomoda. Essa situação chega até você e em forma de pensamento alcança seu cérebro, registrando e provocando a emoção do momento. Imediatamente você engole essa sensação até tomar – ou não - uma atitude. Esse sentimento desce pelo seu esôfago e chega ao estômago que secreta ácido gástrico, como se estivesse recebendo alimento e esse bolo “vazio” fica ali ruminando. Daí o nó no estômago. E se nada existe, nada é eliminado, não em forma de resíduo, mas sim em forma de dor, de desconforto, de má digestão. Segundo Louise Hay, a provável causa da indigestão é RECEIO, MEDO, ANSIEDADE profundos. Agarrando e moendo.
Uma alimentação menos industrializada, composta de alimentos orgânicos e com certos cuidados individualizados com certeza trará grandes resultados, mas esses sentimentos que corroem e que não são digeridos e eliminados ao longo dos anos, também precisam ser identificados evitando assim que o problema se repita mais adiante. Os Florais podem ser utilizados na busca deste equilíbrio emocional permitindo que comportamentos desconhecidos até então possam ser encarados e resolvidos com tranqüilidade. A digestão é um processo natural e precisa transcorrer com facilidade, sem desconforto. Se você vem apresentando problemas digestivos, avalie sua alimentação, mas também seus sentimentos e responda: O QUE EU NÃO ESTOU CONSEGUINDO DIGERIR?
DICA NUTRICIONAL:
  • Chá de folha de hortelã fresco
Modo de Preparo:
Ferva 01 litro de água, apague o fogo, acrescente 01 molho de hortelã fresco e abafe. Deixe esfriar e tome 01 xícara após as principais refeições. Se desejar pode beber geladinho, é uma ótima pedida para nosso clima tropical.
DICA EMOCIONAL:
  • Repita diariamente várias vezes: “Dirijo e assimilo todas as novas experiências em paz e com alegria.”
DICA ESPIRITUAL:

Enxergue longe, enxergue além da forma. Deixe sua Alma ver. A música.



Seja Feliz e até o próximo encontro com o tema: Nutrientes para o Corpo & Nutrientes para a Alma

Fale comigo: pensesaude@gmail.com